Comunicado
Os valores da Cana-de-açúcar e os valores da ATR só serão fornecidos para Associados da Olicana via telefone (17) 3281.1733, conforme instrução do Consecana e Orplana.
 
Pagina Inicial do Site Fale-Conosco
   
        Olímpia-SP, Domingo, 25 de Fevereiro de 2018
Palavra do Presidente - OLICANA - Associação dos Fornecedores de Cana da Região de Olímpia-SP
  Página Anterior Versão para Impressão Aumente o tamanho do texto p m g
Palavra do Presidente

 04/06/10

A onda de otimismo que toma conta da região canavieira está na razão direta da evolução dos mecanismos de produção de energia limpa e renovável.

Em nossa área de influência, por exemplo, a extraordinária notícia da compra, pela Petrobras Biocombustíveis, de 45,7% do capital da Açúcar Guarani, acrescenta mais um componente excepcional ao avanço internacional do enorme prestígio e acolhida do setor sucro alcooleiro nacional.

A chegada da Petrobrás sinaliza para a continuidade da abertura de mercados em todo o mundo para o etanol extraído da cana de açúcar e sua presença, cada vez mais desejada, como combustível alternativo ao combustível fóssil, com a vantagem de constituir energia total-mente limpa e renovável.

Os detalhes da transação dão conta de que se trata de uma parceria estratégica entre a Petrobrás e a francesa Tereos para o avanço das pesquisas e aumento da capacidade para produção de açúcar e etanol, além da exploração de outras potencialidades da cana de açúcar, incluindo a extração de álcool do bagaço e a ampliação na geração de energia elétrica.

Os números não deixam duvidas quanto à magnitude da parceria. A Petrobras Biocombustíveis investe, na transação, R$ 1,6 bilhão e ofe-rece a enorme experiência adquirida em pesquisas avançadas na área de petróleo.

Em contrapartida, a Açúcar Guarani possui um dos mais impor-tantes e avançados equipamentos de produção e pesquisa, muitos dos quais resultantes de know how próprio, além do fato de ser uma das gigantes do setor sucro alcooleiro do Brasil, quiçá do mundo.

Não é de hoje que a Guarani vem se impondo no mercado interno e externo, fornecendo uma gama de produtos oriundos da cana e modernizando sempre seu parque fabril para atender a demanda de um mercado internacional profundamente interessado nos resulta-dos das pesquisas, com destaque, por exemplo, para o açúcar lí-quido.

Mas, os avanços das empresas que integram o complexo Guarani parecem não ter limites e já projeta novas iniciativas futuras, sempre com a atenção voltada ao inesgotável potencial da cana de açúcar, a busca de novas tecnologias de produção, a exploração consciente de toda a força desta fonte de energia limpa que não se cansa de oferecer novas frentes.

Nem é preciso dizer que a chegada da Petrobras, gigante brasileira de projeção internacional na produção de derivados de petróleo, na petroquímica e na tecnologia de exploração, da qual é pioneira na exploração segura em águas profundas, vem dar um enorme salto no já expressivo potencial do Grupo Guarani.

A parceria com a Petrobrás cria, também, novas perspectivas para o setor produtivo, face à possibilidade de pesquisas que resultem em novas espécies de cana com destinações específicas, controlando o teor de sacarose dependendo da destinação.

Embora muito festejada, a decisão da Petrobrás não causa sur-presa, pois há muito a empresa vem avaliando a possibilidade de investimento direto no setor de cana de açúcar, não s ó para obedecer esta tendência mundial de optar por fontes de energia limpa e renovável, mas, e principalmente, por detectar o clamor do mundo para estabelecer critérios de reversão do aquecimento do planeta através da produção em escala mundial deste tipo de energia.

Assim, a notícia representa um marco histórico na escalada cres-cente, em importância e potencial econômico, da imensa área que produz cana de açúcar.

Como resultado da associação Petrobrás/ Usina Guarani, cada qual com um elenco enorme de pesquisas concluídas e resultados excepcio-nais, tem-se como certo o avanço das técnicas que serão capazes de aumentar substancialmente a produtividade sem necessariamente ampliar a área plantada.

Já temos notícias de experimentos prestes a ganhar o campo, repre-sentados por espécies de cana que passaram por longo período de experiência até adquirirem o estágio de maior produtividade e especi-ficidade.

A Palavra do Presidente, hoje, é de renovação das expectativas favoráveis e da certeza de que a cana de açúcar evoluiu bastante, mas tem ainda muito potencial a ser revelado.


Informativo Olicana - www.olicana.com.br
 
13/12/17    Comunicado de Férias
09/05/17    Edital de Venda de Veículos
13/03/17    Agendamento de Pré-analise
12/12/16    Desejamos um Feliz Natal
11/10/16    Comunicado
08/12/15    A Olicana comunica que no período de 14 de Dezembro de 2015 a 03 de Janeiro de 2016 estará de ferias coletivas.
25/11/15    Presidente Celso Castilho Ruiz representado seus associados no Encontro Mundial de Produtores de Cana-de açúcar e de Beterraba
 
 
© Copyright - Associação dos Fornecedores de Cana da Região de Olímpia/SP
Proibida a cópia parcial do conteúdo deste site sem autorização escrita de seus idealizadores.
WebSite Desenvolvido por: OlímpiaWeb