Comunicado
Os valores da Cana-de-açúcar e os valores da ATR só serão fornecidos para Associados da Olicana via telefone (17) 3281.1733, conforme instrução do Consecana e Orplana.
 
Pagina Inicial do Site Fale-Conosco
   
        Olímpia-SP, Domingo, 25 de Fevereiro de 2018
Monitoramento de populações de cigarrinha das raízes M. fimbriolata - OLICANA - Associação dos Fornecedores de Cana da Região de Olímpia-SP
  Página Anterior Versão para Impressão Aumente o tamanho do texto p m g
Monitoramento de populações de cigarrinha das raízes M. fimbriolata

 05/01/10

O objetivo esta na execução de levantamentos e estimar populações de um talhão ou bloco, determinando onde e quando aplicar as medidas de controle, para que se possa decidir a melhor estratégia de medida de controle a ser utilizada, lembrando que devemos avaliar a eficiência da medida de controle adota. O método de levantamento e monitoramento de populações de cigarrinhas é bem prática, possui boa precisão e de custo baixo.

O período de monitoramento é de setembro (inicio das chuvas) a abril, nas áreas de colheita de cana-crua, em intervalos de 15 dias um levantamento de outro.

Precisamos levar em consideração que a tomada de decisão para realizar o controle deve obedecer e seguir os seguintes níveis:

Nível de equilíbrio (NE), densidade popu-lacional média de um inseto durante um longo período de tempo, que não causa prejuízo econômico pra a cultura.

Nível de dano econômico (NDE), densidade populacional de um inseto que causa prejuízo econômico para a cultura semelhante ao custo de adoção da medida de controle.

Nível de controle (NC), densidade popu-lacional de um inseto em que medidas de controle devem ser adotadas para evitar que o NDE (nível de dano econômico) seja atingido.

Ilustração em gráfico da tomada de decisão

Para obtenção de sucesso, necessitamos do conhecimento da praga, pessoal treinado, acompanhamento dos resultados e histórico de área.

Metodologia de amostragem: Logo após as primeiras chuvas na primavera (Setembro), começam as primeiras ninfas no campo, amostrar: 2 pontos/hectare, amostrar 2 me-tros de comprimento em cada ponto e ano-tar: número de pontos de espuma (opcional); número de adultos nas folhas; número de adultos e ninfas nas raízes.

A distribuição dos pontos amostrados de-ve ser uniforme no talhão.

Porque a amostragem é realizada no inicio das chuvas Devido a Diapausa “Quiescência”: As nin-fas não eclodem no período mais seco e frio do ano, necessitam de calor e umidade para seu desenvolvimento.

Controle: Priorizar o controle nas áreas cortadas no final de safra, pois estas canas não possuem um sistema radicular bem formado, sofrendo mais com o ataque da praga devido no inicio do novo sistema radicular a planta será prejudicada pelas ninfas sugadoras de seiva na raiz das plantas delibitando mais rápido a planta quando comparada com áreas de cana-de-açúcar colhidas em meio de safra, que quando houver a incidência da praga na área a planta já possui um sistema radicular formado ocorrendo menores prejuízos, mas não podemos deixar de realizar o controle nessas áreas, apenas a prioridade de controle é das áreas de cana-de-açúcar colhida no inicio das chuvas em diante.

Para controle químico, realizar controle quando atingir de 2 a 4 ninfas por metro, trabalhando com índice menor para canas colhidas no final de safra e o índice maior em canas colhidas no inicio e meio de safra.

Para controle biológico, realizar controle quando o índice atingir 0,5 ninfas por metro.

Características das ninfas: vivem abrigadas em espuma na base dos brotos, perfilhos e colmos; sugam a seiva das raízes; injetam toxinas, interferem no desenvolvimento das raízes e das plantas.

Importância da espuma produzida pelas ninfas: preserva a umidade; protege contra inimigos naturais; protegem dos inseticidas que possuem ação de contato.

Dimorfismo sexual



Característica dos adultos: comprimento de 12 mm; longevidade de 10 a 12 dias; são responsáveis pela dispersão; ocorrem de outubro a maio; sugam seiva nas folhas; causam sintomas de queima.

Danos de ninfas e adultos: morte da gema apical; brotação de gemas laterais; secamento do colmo, do ápice em direção à base (murcho); colapso na planta; morte dos colmos e falhas de stand no canavial.


Informativo Olicana - www.olicana.com.br
 
13/12/17    Comunicado de Férias
09/05/17    Edital de Venda de Veículos
13/03/17    Agendamento de Pré-analise
12/12/16    Desejamos um Feliz Natal
11/10/16    Comunicado
08/12/15    A Olicana comunica que no período de 14 de Dezembro de 2015 a 03 de Janeiro de 2016 estará de ferias coletivas.
25/11/15    Presidente Celso Castilho Ruiz representado seus associados no Encontro Mundial de Produtores de Cana-de açúcar e de Beterraba
 
 
© Copyright - Associação dos Fornecedores de Cana da Região de Olímpia/SP
Proibida a cópia parcial do conteúdo deste site sem autorização escrita de seus idealizadores.
WebSite Desenvolvido por: OlímpiaWeb